Liderança Pessoal

  • Tertúlia 1789
  • Data: sábado, 25 de dezembro 2010
  • Especialidade: Liderologia
  • Tema central: Neutro
  • Verbetógrafo: Waldo Vieira

A liderança pessoal é a direção, governo, autoridade e controle das próprias ações, por parte da consciência, no relacionamento com os princípios conscienciais, realidades do Cosmos e forças da Natureza.

Você, leitor ou leitora, vive consciente quanto à própria liderança? Qual é a categoria dessa liderança, hoje?

      LIDERANÇA PESSOAL
                                         (LIDEROLOGIA)


                                            I. Conformática

          Definologia. A liderança pessoal é a direção, governo, autoridade e controle das próprias ações, por parte da consciência, no relacionamento com os princípios conscienciais, realidades do Cosmos e forças da Natureza.
          Tematologia. Tema central neutro.
          Etimologia. O termo líder vem do idioma Inglês, leader, “algo ou alguém que guia, conduz”. As palavras líder e liderança surgiram no Século XX. A palavra pessoal provém do idioma Latim, personalis, “pessoal”. Apareceu no Século XIII.
          Sinonimologia: 1. Condução pessoal. 2. Direção pessoal. 3. Comando pessoal. 4. Gestão pessoal. 5. Governo pessoal. 6. Orientação pessoal.
          Neologia. As 3 expressões compostas liderança pessoal subumana, liderança pessoal humana e liderança pessoal parapsíquica são neologismos técnicos da Liderologia.
          Antonimologia: 1. Desorientação pessoal. 2. Ausência de liderança. 3. Vida acéfala. 4. Anomia.
          Estrangeirismologia: a aura popularis; o strong profile; a proatividade nas transformações do status quo; a inspiração para a excelência nas performances individuais.
          Atributologia: predomínio das faculdades mentais, notadamente do autodiscernimento quanto à holomaturidade da Autocogniciologia Evolutiva.


                                              II. Fatuística

          Pensenologia: o holopensene pessoal da Conviviologia; os evoluciopensenes; a evoluciopensenidade; os harmonopensenes; a harmonopensenidade; os lucidopensenes; a lucidopensenidade; os conviviopensenes; a conviviopensenidade; os nexopensenes; a nexopensenidade; os ortopensenes; a ortopensenidade; os parapensenes; a parapensenidade; os genopensenes; a genopensenidade; a autopensenização focada nos propósitos pretendidos por múltiplas consciências.
          Fatologia: a liderança pessoal; o fato de toda pessoa exercer algum tipo de liderança; a liderança social, política, científica, filosófica, parapsíquica ou artística; a liderança interconsciencial irrecusável; a empatia do acoplador energético; a força presencial; o trabalho pessoal; a experiência pessoal; o autodiscernimento; a responsabilidade cosmoética; o arrastamento da exemplificação; a extroversão da comunicabilidade fácil; a autopolarização; a bússola consciencial do líder; a maturidade da liderança grupocármica; a conduta-padrão; a abrangência da liderança; as opções inteligentes; a racionalidade ponderada; a autocoerência; a automaturidade; a inteligência evolutiva (IE); a cosmovisão perspectiva pessoal; a tares teática; a maxiproéxis; a policarmalidade; a vocação para a liderança ativa; o nível da articulação social; o estilo da liderança pessoal; o carisma político; o protagonismo evolutivo; o autocompromisso com metas e objetivos; o autocomprometimento com o rendimento evolutivo cosmoético; a facilidade de abrir as portas no alcance dos resultados; a aptidão para compreender, participar e cooperar; a faculdade de mediar, administrar e solucionar conflitos; a função de bombeiro diante do binômio fofocas-intrigas; a sustentação do holopensene da intercooperação grupal.
          Parafatologia: a autovivência do estado vibracional (EV) profilático; a sinalética energética e parapsíquica pessoal; a interassistencialidade do parapsiquismo; a assistência extrafísica ao / do líder humano; o sustentáculo da harmonia perante as pressões adversas ao trabalho coletivo.


                                           III. Detalhismo

          Sinergismologia: o sinergismo liderança-credibilidade; o sinergismo força presencial–autoridade moral; o sinergismo competência-generosidade; o sinergismo assertividade-transparência.
          Principiologia: o princípio do exemplarismo pessoal (PEP); o princípio da descrença eliminando qualquer tentativa de coerção intelectual; o princípio da isonomia; o princípio do direito universal à palavra; o princípio da não exclusão de consciências à participação na vida política comunitária; o princípio do aproveitamento máximo do tempo evolutivo; o princípio do exemplarismo grupal (PEG); o princípio da empatia evolutiva; o princípio dos fins não justificarem os meios.
          Codigologia: o código pessoal de Cosmoética (CPC) qualificando as influenciações interpessoais; a orientação na construção do código grupal de Cosmoética (CGC).
          Teoriologia: a teoria da evolução consciencial.
          Tecnologia: a técnica de viver evolutivamente; as técnicas paradiplomáticas; a técnica da heterocrítica cosmoética; a técnica da Impactoterapia; a técnica da Cosmoética Destrutiva; as técnicas sociológicas da democracia pura; a técnica da vivência cosmoética grupocármica.
          Voluntariologia: o voluntariado interassistencial da Conscienciologia; o voluntariado no trabalho da reeducação planetária.
          Laboratoriologia: o laboratório conscienciológico da Grupocarmologia; o laboratório conscienciológico da Conscienciometria.
          Colegiologia: o Colégio Invisível da Cosmoeticologia; o Colégio Invisível da Experimentologia; o Colégio Invisível da Infocomunicologia; o Colégio Invisível da Mentalsomatologia; o Colégio Invisível da Parapedagogiologia; o Colégio Invisível da Paradireitologia; o Colégio Invisível da Politicologia.
          Efeitologia: os efeitos construtivos da liderança evolutiva; os efeitos regozijantes de ser surpreendido por potencial inesperado do liderado ou liderada; os efeitos tarísticos da comunicação clara, coerente, oportuna e interessante.
          Ciclologia: o ciclo circunstancial (dupla) líder-liderado.
          Enumerologia: o catalisador evolutivo; o articulador da maxiproéxis; o atrator ressomático; o abridor de caminho; o animador interconsciencial; o agente desencadeador; o amplificador da consciencialidade. A capacidade de interpretar informações e tendências; a capacidade de antever necessidades e oportunidades; a capacidade de avaliar dificuldades e riscos; a capacidade de alinhar competências e esforços; a capacidade de guiar capacitações e aprimoramentos; a capacidade de facilitar debates e consensos; a capacidade de compartilhar desafios e responsabilidades. A habilidade em inspirar cumplicidade e confiança; a habilidade em lapidar potencialidades e trafores; a habilidade em fortalecer o discernimento e a autonomia; a habilidade em motivar à eficácia e à criatividade; a habilidade em reconhecer o empenho e as contribuições alheias; a habilidade em manter a integração e a coesão grupal; a habilidade em integrar as pessoas às funções e contextos.
          Binomiologia: o binômio líder-liderado; o binômio motivação pessoal–motivação grupal; o binômio dinamismo-manutenção; o binômio sinceridade-candura; o binômio traforismo-autoconfiança; o binômio (dupla) orientador evolutivo–orientando proexista; o binômio heteromotivação-automotivação; o binômio saber liderar–saber ser liderado; o binômio saber triunfar–saber perder; o binômio saber argumentar–saber ouvir; o binômio saber centralizar–saber descentralizar as decisões.
          Interaciologia: a interação autoliderança-heteroliderança; a interação liderança-epicentrismo; a interação liderança-resultados.
          Crescendologia: o crescendo liderança–orientação administrativa integrada.
          Trinomiologia: o trinômio da liderança comunicação-motivação-mudança; o trinômio acolhimento-orientação-encaminhamento; o trinômio interpretação-argumentação-dialética; o trinômio intenção-objetivo-perspectiva; o trinômio pessoal posicionamento-comportamentoexemplificação; o trinômio voluntariado-engajamento-articulação; o trinômio simpatia-sincronia-sinergia; o trinômio intercompreensão-intercooperação-interassistência; o trinômio Criteriologia-Coerenciologia-Priorologia; o trinômio habilidade técnica–habilidade administrativa–habilidade interpessoal; o trinômio energia-autodisponibilidade-motivação.
          Polinomiologia: o polinômio recexológico impactar-tranquilizar-soerguer-motivar.
          Antagonismologia: o antagonismo liderança populista / liderança tarística; o antagonismo bom-ânimo / desânimo; o antagonismo motivação / desmotivação; o antagonismo vontade inquebrantável / vontade débil; o antagonismo linguagem cuidada / linguagem descuidada; o antagonismo tares balsâmica / edulcoração melíflua; o antagonismo animador da tares / animador da tacon; o antagonismo animador generalista / animador especialista; o antagonismo liderança pessoal ativa / liderança pessoal adormecida.
          Paradoxologia: o paradoxo da conscin franzina de consciência vigorosa.
          Politicologia: a democracia; a maxiproexocracia; a interassistenciocracia; a meritocracia; a conscienciocracia; a evoluciocracia; a cosmoeticocracia.
          Legislogia: a lei da coexistência pacífica da megafraternidade; a lei do maior esforço integrativo à evolução geral.
          Filiologia: a conviviofilia; a decidofilia; a energofilia; a ergasiofilia; a ergofilia; a biofilia; a conscienciofilia.
          Holotecologia: a administroteca; a pedagogoteca; a epicentroteca; a comunicoteca; a recexoteca; a sociologicoteca; a convivioteca.
          Interdisciplinologia: a Liderologia; a Elencologia; a Grupocarmologia; a Sociologia; a Politicologia; a Parapercepciologia; a Evoluciologia; a Parapedagogiologia; a Cosmoeticologia; a Proexologia; a Mentalsomatologia.


                                           IV. Perfilologia

          Elencologia: a conscin lúcida; a isca humana lúcida; o ser desperto; o ser interassistencial; a conscin enciclopedista; a conscin-líder; a consciência líder de si mesma.
          Masculinologia: o acoplamentista; o agente retrocognitor; o amparador intrafísico; o atacadista consciencial; o autodecisor; o intermissivista; o cognopolita; o compassageiro evolutivo; o completista; o comunicólogo; o conscienciólogo; o conscienciômetra; o consciencioterapeuta; o macrossômata; o conviviólogo; o duplista; o duplólogo; o proexista; o proexólogo; o reeducador; o epicon lúcido; o escritor; o evoluciente; o exemplarista; o intelectual; o reciclante existencial; o inversor existencial; o maxidissidente ideológico; o tenepessista; o ofiexista; o parapercepciologista; o pesquisador; o pré-serenão vulgar; o projetor consciente; o sistemata; o tertuliano; o verbetólogo; o voluntário; o tocador de obra; o homem de ação; o epicentro lúcido; o governante; o formador de opinião; o estadista.
          Femininologia: a acoplamentista; a agente retrocognitora; a amparadora intrafísica; a atacadista consciencial; a autodecisora; a intermissivista; a cognopolita; a compassageira evolutiva; a completista; a comunicóloga; a consciencióloga; a conscienciômetra; a consciencioterapeuta; a macrossômata; a convivióloga; a duplista; a duplóloga; a proexista; a proexóloga; a reeducadora; a epicon lúcida; a escritora; a evoluciente; a exemplarista; a intelectual; a reciclante existencial; a inversora existencial; a maxidissidente ideológica; a tenepessista; a ofiexista; a parapercepciologista; a pesquisadora; a pré-serenona vulgar; a projetora consciente; a sistemata; a tertuliana; a verbetóloga; a voluntária; a tocadora de obra; a mulher de ação; a governante; a formadora de opinião; a estadista.
          Hominologia: o Homo sapiens leader; o Homo sapiens personalis; o Homo sapiens agens; o Homo sapiens catenator; o Homo sapiens catalyticus; o Homo sapiens mutator; o Homo sapiens cognopolita; o Homo sapiens articulator; o Homo sapiens progressivus; o Homo sapiens assistentialis.


                                        V. Argumentologia

          Exemplologia: liderança pessoal subumana = o governo pessoal sobre seres subumanos ou animais domésticos; liderança pessoal humana = o governo pessoal sobre seres humanos ou algum segmento da Humanidade e da Socin; liderança pessoal parapsíquica = o governo pessoal sobre parafenômenos capazes de influenciar as consciências, conscins ou consciexes.
          Culturologia: a cultura da Grupocarmologia.
          Caracterologia. Sob a ótica da Liderologia, eis, por exemplo, na ordem alfabética, 20 categorias de lideranças pessoais, em geral:
          01. Liderança artística: a psicossomática.
          02. Liderança científica: a da Heuristicologia.
          03. Liderança comunitária: a sociológica.
          04. Liderança cosmoética: a do Serenão.
          05. Liderança doméstica: a do gestor do lar.
          06. Liderança empresarial: a econômico-financeira; a do proprietário ou diretor da empresa.
          07. Liderança esportiva: a da Somática.
          08. Liderança evolutiva: a do evoluciólogo.
          09. Liderança executiva: a do gestor; a do CEO.
          10. Liderança familiar: a paternal ou maternal.
          11. Liderança filosófica: a ideológica.
          12. Liderança mentalsomática: a do pesquisador; a do intelectual.
          13. Liderança militar: a belicista.
          14. Liderança pedagógica: a do docente.
          15. Liderança política: a do prefeito; a do governador.
          16. Liderança proexológica: a do maxiproexólogo.
          17. Liderança profissional: a do empregador.
          18. Liderança religiosa: a do papa.
          19. Liderança subumana: a do criador de animais; a do veterinário.
          20. Liderança tecnológica: a do especialista.
          Taxologia. De acordo com a Politicologia, eis, por exemplo, na ordem alfabética, 10 condições antropológicas e expressões multidimensionais relevantes para a pesquisa e a compreensão da evolução das lideranças pessoais dos princípios conscienciais, em geral:
          01. Areópago conscienciológico (Intrafisicologia).
          02. Bairro Cognópolis (Urbanologia).
          03. Conselho dos 500 (Liderologia).
          04. Democracia pura (Experimentologia).
          05. Estado Mundial (Prospectivologia).
          06. Movimentação migratória (Geopoliticologia).
          07. Paradiplomacia (Comunicologia).
          08. Paradireitologia (Cosmoeticologia).
          09. Parapoliticologia (Parapercepciologia).
          10. Parassociologia (Extrafisicologia).


                                          VI. Acabativa

          Remissiologia. Pelos critérios da Mentalsomatologia, eis, por exemplo, na ordem alfabética, 15 verbetes da Enciclopédia da Conscienciologia, e respectivas especialidades e temas centrais, evidenciando relação estreita com a liderança pessoal, indicados para a expansão das abordagens detalhistas, mais exaustivas, dos pesquisadores, mulheres e homens interessados:
         01.  Abridor de caminho: Interassistenciologia; Homeostático.
         02.  Agente desencadeador: Evoluciologia; Homeostático.
         03.  Amplificador da consciencialidade: Holomaturologia; Homeostático.
         04.  Animador consciencial: Conviviologia; Homeostático.
         05.  Areópago conscienciológico: Administrativologia; Neutro.
         06.  Articulador: Evoluciologia; Neutro.
         07.  Atrator: Evoluciologia; Neutro.
         08.  Atrator ressomático: Ressomatologia; Homeostático.
         09.  Catalisador: Evoluciologia; Neutro.
         10.  Condomínio cognopolitano: Intrafisicologia; Homeostático.
         11.  Consciência atratora: Conscienciometrologia; Homeostático.
         12.  Consciência política: Politicologia; Neutro.
         13.  Conscin-trator: Evoluciologia; Neutro.
         14.  Domínio pessoal: Autoconscienciometrologia; Neutro.
         15.  Força presencial: Intrafisicologia; Neutro.
  TODA CONSCIÊNCIA, CONSCIN OU CONSCIEX, RESPONDE IRRECUSAVELMENTE PELA LIDERANÇA INEVITÁVEL,
   EXERCIDA POR SI PRÓPRIA, NO REDUTO DO UNIVERSO GRUPOCÁRMICO, ESPECÍFICO, NO QUAL EVOLUI.
         Questionologia. Você, leitor ou leitora, vive consciente quanto à própria liderança? Qual é a categoria dessa liderança, hoje?