Lei da Projeciologia

  • Tertúlia 965
  • Data: domingo, 21 de setembro 2008
  • Especialidade: Legislogia
  • Tema central: Homeostático
  • Verbetógrafo: Waldo Vieira

A lei da Projeciologia é a relação constante entre fenômenos do universo da projetabilidade lúcida, expressando a natureza ou a essência de determinada ocorrência projetiva.

Você, leitor ou leitora, promove autoprojeções conscientes? Você segue as leis fundamentais da Projeciologia?

      LEI     DA      PROJECIOLOGIA
                                         (LEGISLOGIA)


                                          I. Conformática

         Definologia. A lei da Projeciologia é a relação constante entre fenômenos do universo da projetabilidade lúcida, expressando a natureza ou a essência de determinada ocorrência projetiva.
         Tematologia. Tema central homeostático.
         Etimologia. O termo lei vem do idioma Latim, lex, “rito; lei; obrigação civil escrita e promulgada”. Apareceu no Século XI. O vocábulo projeção procede também do idioma Latim, projectio, “jato para diante, lanço; esguicho de água; ação de alongar, de estender; alongamento; prolongamento; construção em projetura”, de projicere, “lançar para diante”. Surgiu no Século XVIII. O elemento de composição logia provém do idioma Grego, lógos, “Ciência; Arte; tratado; exposição cabal; tratamento sistemático de 1 tema”.
         Sinonimologia: 1. Norma da Projeciologia. 2. Postulado da Projeciologia. 3. Diretriz da Projeciologia. 4. Principiologia Projetiva. 5. Nomotética Projeciológica.
         Neologia. As duas expressões compostas lei da Projeciologia elementar e lei da Projeciologia avançada são neologismos técnicos da Legislogia.
         Antonimologia: 1. Lei da Biologia. 2. Lei da Física. 3. Lei da Proéxis.
         Estrangeirismologia: a out-of-the-body experience (OOBE; OBE); o Projectarium; o upgrade evolutivo.
         Atributologia: predomínio das percepções extrassensoriais, notadamente do autodiscernimento quanto à projetabilidade lúcida (PL).


                                            II. Fatuística

         Pensenologia: o holopensene pessoal da projetabilidade lúcida; os ortopensenes; a ortopensenidade.
         Fatologia: as autopesquisas.
         Parafatologia: a autovivência do estado vibracional (EV) profilático; a projetabilidade lúcida pessoal; a sinalética energética e parapsíquica pessoal; as parapercepções do ser humano; os parafenômenos; a Parafenomenologia.


                                           III. Detalhismo

         Sinergismologia: o sinergismo projetivo energossoma-psicossoma.
         Principiologia: o princípio da Projeciologia; o princípio da autopesquisa.
         Codigologia: o código de conduta do(a) projetor(a) consciente.
         Teoriologia: a teoria da projetabilidade lúcida; a teoria das verdades relativas de ponta da Projeciologia.
         Tecnologia: as técnicas da projetabilidade lúcida; as técnicas projeciológicas em geral; a técnica da imersão projetiva.
         Voluntariologia: o voluntariado no Instituto Internacional de Projeciologia e Conscienciologia (IIPC).
         Laboratoriologia: o laboratório conscienciológico das técnicas projetivas; o laboratório conscienciológico da Mentalsomatologia; o laboratório conscienciológico da Cosmoeticologia.
         Colegiologia: o Colégio Invisível da Projeciologia.
         Efeitologia: os efeitos intrafísicos das ações extrafísicas do projetor projetado.
          Neossinapsologia: as neossinapses geradas pela projetabilidade lúcida.
          Ciclologia: o ciclo projeção lúcida única–projeção de consciência contínua.
          Enumerologia: os parafatos parafisiológicos; os parafatos projeciológicos coerentes; os parafatos projeciológicos universais; os parafatos projeciológicos cosmovisiológicos; os parafatos projeciológicos evolutivos; os parafatos projeciológicos interassistenciais; os parafatos projeciológicos nomotéticos.
          Binomiologia: o binômio Materiologia-Projeciologia.
          Interaciologia: a interação vida intrafísica–vida projetada da semiconsciex; a interação interassistencialidade–projetabilidade lúcida.
          Crescendologia: o crescendo tenepes–interassistência–projetabilidade lúcida.
          Trinomiologia: o trinômio Cosmos-consciência-energia; o trinômio atos-fatos-parafatos; o trinômio acumulação de experiências–acumulação de fatos–acumulação de fenômenos; o trinômio autopesquisas-heteropesquisas-multipesquisas; o trinômio avaliar-informar-esclarecer; o trinômio causa-efeito-solução; o trinômio pesquisa-achado-debate; o trinômio EV–tenepes–projeção consciente.
          Polinomiologia: o polinômio lucidez-racionalidade-lógica-coerência.
          Antagonismologia: o antagonismo análise profunda / síntese superficial; o antagonismo conhecimento / ignorância; o antagonismo detalhismo / cosmovisão; o antagonismo vida projetiva / vida trancada; o antagonismo projeção consciente / sonho; o antagonismo Projeciologia /
misticismo; o antagonismo Ciência Projeciologia / Ciência Convencional.
          Paradoxologia: o paradoxo veicular corpo-fole–psicossoma projetado.
          Politicologia: a democracia; a projeciocracia.
          Legislogia: a lei da Projeciologia.
          Filiologia: a neofilia; a conscienciofilia; a projeciofilia; a evoluciofilia; a parapsicofilia; a assistenciofilia; a pesquisofilia.
          Fobiologia: a projeciofobia; a tanatofobia.
          Holotecologia: a experimentoteca; a projecioteca; a mentalsomatoteca; a cognoteca; a ciencioteca; a evolucioteca; a parapsicoteca.
          Interdisciplinologia: a Legislogia; a Parapercepciologia; a Projeciologia; a Projeciografia; a Projeciocriticologia; a Discernimentologia; a Mentalsomatologia; a Holomaturologia; a Pesquisologia; a Autocriticologia.


                                           IV. Perfilologia

          Elencologia: a conscin lúcida; a isca humana lúcida; o ser desperto; o ser interassistencial; a conscin projetora; a conscin trancada; a conscin enciclopedista.
          Masculinologia: o acoplamentista; o agente retrocognitor; o amparador intrafísico; o atacadista consciencial; o autodecisor; o intermissivista; o cognopolita; o compassageiro evolutivo; o completista; o comunicólogo; o conscienciólogo; o conscienciômetra; o consciencioterapeuta; o macrossômata; o conviviólogo; o duplista; o duplólogo; o proexista; o proexólogo; o reeducador; o epicon lúcido; o escritor; o evoluciente; o exemplarista; o intelectual; o reciclante existencial; o inversor existencial; o maxidissidente ideológico; o tenepessista; o ofiexista; o parapercepciologista; o pesquisador; o projetor consciente; o sistemata; o tertuliano; o verbetólogo; o voluntário; o tocador de obra; o homem de ação.
          Femininologia: a acoplamentista; a agente retrocognitora; a amparadora intrafísica; a atacadista consciencial; a autodecisora; a intermissivista; a cognopolita; a compassageira evolutiva; a completista; a comunicóloga; a consciencióloga; a conscienciômetra; a consciencioterapeuta; a macrossômata; a convivióloga; a duplista; a duplóloga; a proexista; a proexóloga; a reeducadora; a epicon lúcida; a escritora; a evoluciente; a exemplarista; a intelectual; a reciclante existencial; a inversora existencial; a maxidissidente ideológica; a tenepessista; a ofiexista; a parapercepciologista; a pesquisadora; a projetora consciente; a sistemata; a tertuliana; a verbetóloga; a voluntária; a tocadora de obra; a mulher de ação.
          Hominologia: o Homo sapiens projectius; o Homo sapiens autoperquisitor; o Homo sapiens parapsychicus; o Homo sapiens tenepessista; o Homo sapiens offiexista; o Homo sapiens epicentricus; o Homo sapiens semiconsciex.


                                        V. Argumentologia

          Exemplologia: lei da Projeciologia elementar = a projeção consciencial interassistencial constitui a PC ideal; lei da Projeciologia avançada = as projeções conscienciais relativas à ofiex pessoal constituem as PCs consecutivas ideais.
          Culturologia: a cultura projeciológica.
          Ponderação. Saindo do nascedouro, a Projeciologia, bastante jovem entre os estudos acadêmicos convencionais consagrados, não chegou ainda a estabelecer leis ou generalizações amplas e complexas sobre o comportamento humano, análogas às leis e princípios apresentados, por exemplo, pela Química, a Astronomia ou a Física. No entanto, algo ponderável já pode ser oferecido neste sentido embora a insuficiente quilometragem da Projeciologia.
          Ciência. O conhecimento da História Geral da Ciência alcançou determinado ponto no qual tem-se perfeita consciência de os princípios fundamentais aceitos hoje serem, com frequência, considerados amanhã como conceitos estranhos de mera erudição imatura.
          Utilidade. Por isso, os postulados relacionados adiante devem ser vistos de modo heterocrítico, com a disposição de abandonar algum ou todos, quando a utilidade pragmática tiver desaparecido.
          Indícios. No momento (Ano-base: 2008), tais afirmações parecem encontrar apoio em muitos dos indícios existentes, e parecem constituir-se em guias úteis para a pesquisa e o estudo da Projeciologia e assuntos correlatos.
          Enunciado. Segundo a Parapsicofisiologia, qualquer consciência ressoma na dimensão intrafísica podendo deixar o corpo humano (soma) de maneira temporária, retornando a este, em seguida, sem consequências negativas para ninguém. A Projeciologia chancela, na prática do laboratório e nos experimentos individuais, de modo insofismável, tal enunciado fundamental.
          Acúmulo. O acúmulo de experimentos pessoais (princípio da descrença) torna inconfundíveis os sonhos, e outros estados alterados da consciência, com o fenômeno da projeção consciente à projetora ou ao projetor veterano.
          Prova. Tal fato elimina qualquer dúvida quanto à autenticidade da projeção consciente para a projetora ou projetor veterano, como prova individual, inquestionável e definitiva, porque o fenômeno é autopersuasivo, dirime dúvidas pessoais e estabelece reperspectivações na existência do projetor-experimentador (homem ou mulher).
          Holossomatologia. Existem diferenças inconciliáveis entre a natureza do psicossoma e a natureza do mentalsoma. As projeções da consciência isoladas, quando produzidas através destes veículos de manifestação, são completa e irrecusavelmente diversas.
          Preponderâncias. O corpo biológico ou físico domina preponderantemente a dimensão intrafísica ou humana; o psicossoma, a dimensão extrafísica troposférica ou paratroposférica; o mentalsoma, a dimensão mentalsomática, evidentemente sustentando sempre as autopensenizações da consciência em qualquer condição ou dimensão.
          Intencionologia. Tal crescendo de ações – obviamente – ocorre sob o comando indispensável do ponteiro da consciência ou a qualificação da intencionalidade da essência da personalidade quando se manifesta.
          Somatologia. Nos piques máximos de percepção no estado da vigília física ordinária, sendo o corpo humano real, de modo absoluto, para a consciência intrafísica, esta não se conscientiza nem percebe a existência do psicossoma.
          Psicossomatologia. Fenômeno semelhante ao anterior, acontece quando a consciência no psicossoma, também real, de modo absoluto, para a consciência intrafísica quando projetada na dimensão extrafísica pura, não percebe a existência do corpo humano, a não ser no caso da visão do corpo humano à frente, em determinadas ocasiões.
          Mentalsomatologia. Ainda outro fenômeno semelhante ocorre com referência ao mentalsoma, absolutamente real para a consciência intrafísica, quando projetada na dimensão mentalsomática, porém em condição na qual não se conscientiza nem percebe a existência de nenhum corpo ou veículo de manifestação como os entendemos e sentimos na vigília física ordinária.
          Motivaciologia. Os seres humanos, na maioria, ainda não experimentaram qualquer projeção consciente marcante porque não foram suficientemente motivados para tal fim. Isto é, a pessoa comum em geral ainda não teve algum motivo, consciente ou inconsciente, para querer “sair do corpo humano”.
          Onirismologia. A falta crônica da criação de motivação, o processo de iniciação da ação consciente, voluntária e eficaz, para as consciências em geral saírem, temporária, mas conscientemente, do corpo humano, evidencia, de modo inquestionável, ter a quase totalidade da Humanidade vivido dormindo ou, empregando expressão mais apropriada, vindo, em todas as Sociedades Humanas (Socins), literalmente sonambulizada através dos milênios.
          Pensamento. Fora do corpo humano, a consciência vai até onde quer ou pense.
          Pensenologia. A consciência é o autopensene.
          Coadjuvantes. A projeção consciente, ocorrência derivada de faculdades naturais da consciência intrafísica (conscin), é perfeitamente exequível sem os amparadores e sem o parapsiquismo autoconsciente do praticante. Contudo, torna-se muito mais fácil, e com resultados melhores, de alta qualidade, com o auxílio desses 2 coadjuvantes.
          Ação-reação. A tentativa da produção da projeção consciencial com intenção negativa, anticosmoética, seja esta qual for, faz reverter – revertério – os resultados doentios daí advindos sobre a consciência do próprio projetor ou projetora.
          Cosmoeticologia. Neste sentido impõe-se o caráter indispensável da análise filosófica, ou da influência e atuação franca da Cosmoeticologia e das bases filosóficas do Universalismo, no âmbito das manifestações e no universo de pesquisas da Projeciologia.
          Natureza. Nas décadas à frente, o fenômeno da projeção consciente humana, não mais contaminado pela magia, deixará de ser encarado como ocorrência mística, religiosa, bizarra ou estranha, e passará a ser abordado, aceito e estudado, de modo natural e massificado, cada vez mais cientificamente, como lei da Natureza, sem obscurantismos nem envolvimentos com surrealismos, crendices, delírios, desinformações, manipulações das conscins da robéxis ou manifestações folclóricas.


                                           VI. Acabativa

          Remissiologia. Pelos critérios da Mentalsomatologia, eis, por exemplo, na ordem alfabética, 12 verbetes da Enciclopédia da Conscienciologia, e respectivas especialidades e temas centrais, evidenciando relação estreita com a lei da Projeciologia, indicados para a expansão das abordagens detalhistas, mais exaustivas, dos pesquisadores, mulheres e homens interessados:
          01. Abordagem consciencial: Experimentologia; Neutro.
          02. Alternância interdimensional: Projeciologia; Homeostático.
          03. Autoconscientização multidimensional: Projeciologia; Homeostático.
          04. Corpus da Conscienciologia: Experimentologia; Homeostático.
          05. Extraconscienciologia: Experimentologia; Neutro.
          06. Intraconscienciologia: Mentalsomatologia; Neutro.
          07. Legislogia: Direitologia; Homeostático.
          08. Lei da Proéxis: Proexologia; Homeostático.
          09. Lei do Maior Esforço: Holomaturologia; Homeostático.
          10. Multidimensionalidade consciencial: Parapercepciologia; Homeostático.
          11. Portfolio da Conscienciologia: Experimentologia; Homeostático.
          12. Triatleta conscienciológico: Experimentologia; Homeostático.
   AS CONSCINS LÚCIDAS SEGUEM SEMPRE AS LEIS LÓGICAS DA PROJECIOLOGIA EMBASADAS NA ASPIRAÇÃO
   NATURAL DE EVOLUIR EM GRUPO COM AUTODISCERNIMENTO ASSENTADO NA COSMOETICOLOGIA TEÁTICA.
            Questionologia. Você, leitor ou leitora, promove autoprojeções conscientes? Você segue as leis fundamentais da Projeciologia?
            Bibliografia Específica:
            1. Vieira, Waldo; Projeciologia: Panorama das Experiências da Consciência Fora do Corpo Humano; 1.248 p.; 525 caps.; 150 abrevs.; 43 ilus.; 5 índices; 1 sinopse; glos. 300 termos; 2.041 refs.; alf.; geo.; ono.; 27 x 21 x 7 cm; enc.; 5a Ed.; Instituto Internacional de Projeciologia e Conscienciologia (IIPC); Rio de Janeiro, RJ; 2002; páginas 113 a 115.