Autopoder Cosmoético

  • Tertúlia 4824
  • Data: sábado, 20 de abril 2019
  • Especialidade: Liderologia
  • Tema central: Homeostático
  • Verbetógrafo: Gabriel Lara

O autopoder cosmoético é a força íntima da conscin, homem ou mulher, ao assumir lucidamente os autotrafores, posicionando-se de maneira evolutiva, intra e extrafisicamente, ampliando a capacidade de auto e heterodesassédio e o gabarito da interassistencialidade pessoal.

Você leitor ou leitora, já despertou para a realidade de possuir algum tipo de autopoder cosmoético? Como aproveitá-lo de maneira mais interassistencial?

      AUTOPODER COSMOÉTICO
                                      (LIDEROLOGIA)


                                        I. Conformática

          Definologia. O autopoder cosmoético é a força íntima da conscin, homem ou mulher, ao assumir lucidamente os autotrafores, posicionando-se de maneira evolutiva, intra e extrafisicamente, ampliando a capacidade de auto e heterodesassédio e o gabarito da interassistencialidade pessoal.
          Tematologia. Tema central homeostático.
          Etimologia. O primeiro elemento de composição auto vem do idioma Grego, autós, “eu mesmo; por si próprio”. O vocábulo poder deriva do idioma Latim, possum, “poder; ter o poder de; ser capaz de”. Surgiu no Século XIII. O termo cosmos procede do idioma Grego, kósmos, “ordem, organização; mundo, universo”. Apareceu em 1563. O segundo elemento de composição cosmo provém do mesmo idioma Grego, kósmos. Surgiu, no idioma Português, no Século XIX. A palavra ética vem do idioma Latim, ethica, “ética, moral natural; parte da Filosofia que estuda a moral”, e esta do idioma Grego, éthikós. Apareceu no Século XV.
          Sinonimologia: 1. Autopoder assertivo. 2. Autopoder evolutivo interdimensional. 3. Força consciencial cosmoética.
          Neologia. As 3 expressões compostas autopoder cosmoético, autopoder cosmoético básico e autopoder cosmoético avançado são neologismos técnicos da Liderologia.
          Antonimologia: 1. Autopoder anticosmoético. 2. Subjugação consciencial. 3. Genuflexão anticosmoética. 4. Manipulação anticosmoética.
          Atributologia: predomínio das faculdades mentais, notadamente do autodiscernimento quanto à potencialização cosmoética dos trafores pessoais.


                                          II. Fatuística

          Pensenologia: o holopensene pessoal do traforismo; a pensenização interassistencial; o holopensene pessoal das reciclagens; o holopensene pessoal da autoconsciencioterapia; os lideropensenes; a lideropensenidade; os lucidopensenes; a lucidopensenidade; os conviviopensenes; a conviviopensenidade; os ortopensenes; a ortopensenidade; os benignopensenes; a benignopensenidade; os proexopensenes; a proexopensenidade; os maturopensenes; a maturopensenidade; o rompimento dos belicopensenes; a belicopensenidade; o hábito de pensenizar o melhor para todos; os evoluciopensenes; a evoluciopensenidade; a conexão com o holopensene dos Serenões; a extinção da autopatopensenização.
          Fatologia: o autopoder cosmoético; a assunção traforística; a vontade pessoal cosmoética; a resolutividade cosmoética; a autoconscientização frente à hierarquia evolutiva; a potência de ação pessoal auxiliando no atingimento de metas cosmoéticas; a mudança de patamar evolutivo aumentando a autonomia da consciência; a abrangência assistencial promovida pela assunção dos autopoderes evolutivos; as concessões cosmoéticas da consciência mais lúcida frente ao processo evolutivo; a manifestação assistencial silenciosa; a força do exemplarismo pessoal cosmoético, repercutindo no grupo evolutivo; a tenacidade no posicionamento interassistencial utilizado constantemente; o alto grau de Cosmoética obtido pelos Serenões em saber o momento adequado à tritanatose; a condição de minipeça dentro do Maximecanismo Multidimensional Interassistencial; a necessidade de assumir a autoliderança cosmoética para a evolução pessoal e grupal; a Escala Evolutiva das Consciências auxiliando no direcionamento das autoprioridades; o pé-de-meia possibilitando maior capacidade de ação e liberdade tarística no cumprimento da proéxis; a docência conscienciológica servindo de oportunidade ao desenvolvimento do autopoder cosmoético; os autenfrentamentos consolidando o autopoder autevolutivo; o ganha-ganha evolutivo presente na atuação da liderança sadia; a importância da consciencioterapia na assunção do autopoder pessoal; a flexibilidade interassistencial adquirida pela conscin confiante quanto aos autopotenciais; a dispensa da necessidade de retorno nos auxílios prestados, denotando maturidade interassistencial; a megabrangência do poder cosmoético exercido pelos Serenões e Consciexes Livres (CLs).
          Parafatologia: a autovivência do estado vibracional (EV) profilático; a sinalética energética e parapsíquica pessoal, sendo chave fundamental para o desenvolvimento do autopoder parapsíquico cosmoético; a abrangência multidimensional da consciência mais lúcida frente ao contexto evolutivo; a tenepes potencializando o profissionalismo interassistencial; os trabalhos energéticos diários auxiliando no desenvolvimento da autoconfiança; a representatividade multidimensional exercida pelo líder ao assumir novos patamares assistenciais; as descablagens de consciexes assediadoras auxiliadas pelo líder cosmoético; o aprofundamento no acoplamento com os amparadores extrafísicos promovendo maior abrangência interassistencial; o exemplarismo multidimensional do ex-líder anticosmoético do passado, auxiliando o grupo deixado para trás; a oficina extrafísica denotando o autopoder cosmoético de elevado nível na vida intrafísica; a Projecioterapia oportunizando o desenvolvimento dos autopotenciais multidimensionais; a autonomia parapsíquica proporcionada pela força cosmoética pessoal.


                                           III. Detalhismo

          Sinergismologia: o sinergismo sinceridade-profundidade; o sinergismo vontade inquebrantável–autesforço perseverante; o sinergismo estado vibracional–tenepes.
          Principiologia: o princípio “se não presta não presta mesmo”; a utilização exemplarista do princípio da descrença (PD) do líder cosmoético frente aos liderados; o princípio de ninguém evoluir sozinho; o princípio cosmoético de honrar o Curso Intermissivo (CI); o princípio de abrir mão do ego para potencializar a capacidade interassistencial; o princípio de o mais lúcido liderar o menos lúcido; o princípio “em matéria de parapsiquismo só deve por banca quem tem competência”.
          Codigologia: o código pessoal de Cosmoética (CPC) servindo de escudo da consciência; o código grupal de Cosmoética (CGC) auxiliando nas tomadas de decisões em conjunto; o código pessoal de priorização evolutiva; o código pessoal de fraternismo utilizado continuamente pelo líder cosmoético; os códigos de valores pessoais; o fraternismo enquanto cláusula do código grupal de Cosmoética; o código de conduta do Curso Intermissivo; o fraternismo enquanto cláusula do código grupal de Cosmoética.
          Teoriologia: a teoria da liderança silenciosa e cosmoética exercida pelos Serenões; a teoria da Consciex Livre enquanto último estágio evolutivo conhecido; a teoria das reurbanizações extrafísicas promovidas por líderes cosmoéticos; a teoria da Terra sendo Planeta Hospital-Escola; a teoria do pré-perdão assistencial; a teoria da Pré-Intermissiologia pautando a conduta da consciência em busca da liderança extrafísica no próximo período intermissivo.
          Tecnologia: a técnica do estado vibracional; a técnica de não pensar mal de ninguém; a técnica de exteriorizar as energias para o ambiente promovendo desassédios; a técnica da tenepes enquanto ferramenta fundamental ao desenvolvimento do autopoder cosmoético; a técnica da autoconsciencioterapia auxiliando na mudança de patamar evolutivo; a técnica de exteriorização de energias para a proéxis.
          Voluntariologia: o voluntariado conscienciológico repercutindo no autempoderamento cosmoético; o voluntariado teático da tares; o voluntariado multidimensional.
          Laboratoriologia: a função parapedagógica do labcon das conscins intermissivistas frente aos atuais alunos do Curso Intermissivo pré-ressomático.
          Colegiologia: o Colégio Invisível da Megafraternologia; o Colégio Invisível da Serenologia; o Colégio Invisível da Pararreurbanologia; o Colégio Invisível da Consciencioterapia; o Colégio Invisível da Cosmoeticologia; o Colégio Invisível da Despertologia; o Colégio Invisível da Evoluciologia; o Colégio Invisível da Liderologia.
          Efeitologia: o efeito do autopoder cosmoético sobre o Cosmos; o efeito de sair de cima do muro; o efeito das paracicatrizes enquanto etapa de aprendizado autevolutivo; o efeito das reurbanizações extrafísicas auxiliando na mudança de patamar das consciências reurbanizadas; os efeitos das reciclagens na ampliação do poder cosmoético pessoal.
          Neossinapsologia: as neossinapses resultantes do autempoderamento cosmoético; as retrocognições fornecendo neossinapses para a ampliação da visão de conjunto do líder cosmoético; as paraneossinapses geradas pelo parapsiquismo; a substituição das retrossinapses trafaristas por neossinapses traforistas; a utilização das retrossinapses decorrentes da liderança pessoal pretérita; as neossinapses adquiridas no Curso Intermissivo auxiliando na utilização funcional do poder cosmoético; as neossinapses advindas dos erros cometidos.
          Ciclologia: o ciclo assistente-assistido; o ciclo sementeira-colheita; o ciclo líder-liderado; o ciclo evolutivo jejunice-veteranice.
          Binomiologia: o binômio admiração-discordância; o binômio autopesquisa-evolução; o binômio motivação pessoal–motivação grupal; o binômio (dupla) orientador evolutivo–orientando; o binômio autoliderança-heteroliderança; o binômio traforismo-autoconfiança; o binômio apego-desapego; o binômio decisão–liberdade consciencial.
          Interaciologia: a interação retidão-cosmoética; a interação liderança cosmoética–responsabilidade interassistencial; a interação manipulação–busca por poder; a interação amparador-amparando; a interação decisão-conclusão; a interação força presencial–assistência grupal.
          Crescendologia: o crescendo poder anticosmoético–poder cosmoético; o crescendo epicentrismo-desperticidade; o crescendo tenepes-ofiex; o crescendo evolutivo vírus-Serenão; o crescendo monovisão-cosmovisão.
          Trinomiologia: o trinômio poder-reciclagem-Cosmoética; o trinômio retrocognição–visão de conjunto–acerto grupocármico; o trinômio intenção-cosmoética-assistência; o trinômio tenepes–ofiex–poder cosmoético; o trinômio respeito-empatia-interassistência; o trinômio epicentrismo consciencial–desperticidade–ofiex.
          Polinomiologia: o polinômio aporte-reconhecimento-gratidão-retribuição; o polinômio autopesquisa-posicionamento-cosmoética-maturidade; o polinômio intermissivismo-voluntariado-docência-tenepes; o polinômio autopesquisa–autorreciclagem–autempoderamento–liderança cosmoética.
          Antagonismologia: o antagonismo sede de poder / assunção natural do poder cosmoético; o antagonismo manipulação / desprendimento evolutivo; o antagonismo guia amaurótico / amparador; o antagonismo decisão / indecisão; o antagonismo monarquia / liderança evolutiva; o antagonismo autopesquisa superficial / autopesquisa profunda; o antagonismo conscin teoricona / conscin teática.
          Paradoxologia: o paradoxo de as atitudes pessoais repercutirem nas atitudes grupais; o paradoxo de o poder cosmoético gerar maiores responsabilidades à consciência; o paradoxo de o poder intrafísico poder ser irrelevante no extrafísico; o paradoxo de, quanto maior o autopoder cosmoético da consciência, maior o anonimato; o paradoxo de a evolução individual ocorrer em grupo.
          Politicologia: a liderocracia; a cosmoeticocracia; a exemplocracia; a teaticocracia; a lucidocracia; a parapoliticocracia; a interassistenciocracia.
          Legislogia: a lei de causa e efeito; as leis avançadas do Curso Intermissivo; as leis cósmicas norteando o líder cosmoético; a lei do maior esforço auxiliando na mudança de patamar; a lei da economia de males norteando a consciência lúcida; as leis da parapercepção; a superação da lei do Gersismo; a lei da interdependência consciencial.
          Filiologia: a assistenciofilia; a liderofilia; a maturofilia; a despertofilia; a teaticofilia; a ofiexofilia; a interassistenciofilia.
          Fobiologia: a liderofobia; a decidofobia; a assistenciofobia; a autopesquisofobia; a reciclofobia; a conviviofobia; a lucidofobia.
          Sindromologia: a evitação da síndrome da abstinência da Baratrosfera (SAB); a síndrome da autossuficiência; a síndrome do veterano; a síndrome da monarquia; a síndrome da superioridade; a síndrome do herói; a síndrome de Swedenborg.
          Maniologia: a mania de querer ter sempre razão; o fim da egomania; a mania de não dar feedbacks; a mania de achar-se superior; a mania de achar-se maxipeça de minimecanismo; a mania de querer agradar a todos; a mania de fazer média.
          Mitologia: o mito do líder sem erros; o mito da gurulatria; o mito de necessitar ser veterano para prestar assistência; o mito de a liderança cosmoética ser para os escolhidos; o mito de o Curso Intermissivo garantir o compléxis pessoal; o mito da salvação evolutiva; o mito do milagre.
          Holotecologia: a desassedioteca; a lideroteca; a mentalsomatoteca; a despertoteca; a energossomatoteca; a ofiexoteca; a serenoteca.
          Interdisciplinologia: a Liderologia; a Epicentrismologia; a Energossomatologia; a Ofiexologia; a Serenologia; a Evoluciologia; a Mentalsomatologia; a Assistenciologia; a Desassediologia; a Autoconsciencioterapeuticologia; a Cosmoeticologia.


                                          IV. Perfilologia

          Elencologia: a conscin lúcida; a isca humana lúcida; o ser desperto; o ser interassistencial; a conscin enciclopedista; a conscin retrocognitora; a conscin harmonizadora; a conscin determinada; a conscin cooperadora; a conscin afetuosa; a minipeça interassistencial.
          Masculinologia: o líder cosmoético; o acoplamentista; o amparador intrafísico; o atacadista consciencial; o autodecisor; o intermissivista; o cognopolita; o compassageiro evolutivo; o completista; o comunicólogo; o conscienciólogo; o conscienciômetra; o consciencioterapeuta; o macrossômata; o conviviólogo; o duplista; o duplólogo; o proexista; o proexólogo; o reeducador; o epicon lúcido; o escritor; o evoluciente; o exemplarista; o intelectual; o reciclante existencial; o inversor existencial; o maxidissidente ideológico; o tenepessista; o ofiexista; o parapercepciologista; o pesquisador; o projetor consciente; o sistemata; o tertuliano; o teletertuliano; o verbetólogo; o voluntário; o tocador de obra; o homem de ação.
          Femininologia: a líder cosmoética; a acoplamentista; a amparadora intrafísica; a atacadista consciencial; a autodecisora; a intermissivista; a cognopolita; a compassageira evolutiva; a completista; a comunicóloga; a consciencióloga; a conscienciômetra; a consciencioterapeuta; a macrossômata; a convivióloga; a duplista; a duplóloga; a proexista; a proexóloga; a reeducadora; a epicon lúcida; a escritora; a evoluciente; a exemplarista; a intelectual; a reciclante existencial; a inversora existencial; a maxidissidente ideológica; a tenepessista; a ofiexista; a parapercepciologista; a pesquisadora; a projetora consciente; a sistemata; a tertuliana; a teletertuliana; a verbetóloga; a voluntária; a tocadora de obra; a mulher de ação.
          Hominologia: o Homo sapiens interassistens; o Homo sapiens autocognitor; o Homo sapiens convivens; o Homo sapiens compromissus; o Homo sapiens confidens; o Homo sapiens despertus; o Homo sapiens gregarius; o Homo sapiens holomaturologus; o Homo sapiens interconscientialis; o Homo sapiens serenissimus.


                                         V. Argumentologia

          Exemplologia: autopoder cosmoético básico = o ato de a consciência assumir e utilizar a força presencial para auxiliar consciências próximas; autopoder cosmoético avançado = o ato de o Serenão utilizar o holopensene pessoal maxifraterno para assistir continentes inteiros.
          Culturologia: a cultura da liderança cosmoética; a cultura do exemplarismo pessoal multidimensional; a cultura das acareações cosmoéticas; a cultura da sinceridade evolutiva.


                                                    VI. Acabativa

           Remissiologia. Pelos critérios da Mentalsomatologia, eis, por exemplo, na ordem alfabética, 15 verbetes da Enciclopédia da Conscienciologia, e respectivas especialidades e temas centrais, evidenciando relação estreita com o autopoder cosmoético, indicados para a expansão das abordagens detalhistas, mais exaustivas, dos pesquisadores, mulheres e homens interessados:
           01. Aditivo da voliciolina: Voliciologia; Homeostático.
           02. Amizade raríssima: Conviviologia; Neutro.
           03. Assistência sem retorno: Interassistenciologia; Homeostático.
           04. Autorretratação do abuso de poder: Autorrecexologia; Homeostático.
           05. Bonde extrafísico: Maxiproexologia; Homeostático.
           06. Confiança: Confianciologia; Homeostático.
           07. Evoluciologia: Pensenologia; Homeostático.
           08. Instrumento de poder: Autodiscernimentologia; Homeostático.
           09. Megaexplicitação cosmoética: Cosmoeticologia; Homeostático.
           10. Nicho de poder: Sociologia; Neutro.
           11. Poder da fraternidade: Harmoniologia; Homeostático.
           12. Poder da verdade: Mentalsomatologia; Neutro.
           13. Poder de realização: Autodeterminologia; Neutro.
           14. Poder: Politicologia; Neutro.
           15. Sincronicidade: Cosmoconscienciologia; Neutro.
 O AUTOPODER COSMOÉTICO É CONQUISTADO AO LONGO DE VIDAS DEDICADAS À INTERASSISTENCIALIDADE
 E ÀS AUTORRECICLAGENS PRIORITÁRIAS, CONSOLIDANDO-SE, EM ALTO NÍVEL, A PARTIR DA DESPERTICIDADE.
           Questionologia. Você leitor ou leitora, já despertou para a realidade de possuir algum tipo de autopoder cosmoético? Como aproveitá-lo de maneira mais interassistencial?
           Bibliografia Específica:
           1. Gesing, Alzira; Intenção: Manifestação Atributológica da Consciência; pref. Marilene Ragagnin; 182 p.; 18 caps.; 4 diagramas; 51 enus.; 19 filmes; glos. 282 termos; 150 perguntas; 2 tabs.; 1 epíl.; 58 refs.; alf.; 23 x 16 cm; br.; Associação Internacional Editares; Foz do Iguaçu, Pr; 2017; páginas 1 a 182.
           2. Pétry, Jacob; Poder e Manipulação: Como Entender o Mundo em 20 Lições extraídas de O Príncipe de Maquiavel; revisora Gabriela De Ávila; 172 p.; 20 caps.; 24 x 2 x 17 cm; br.; Faro Editorial; Barueri, SP; 2016; páginas 11 a 167.
                                                                                                                    G. L. W.